terça-feira, 6 de maio de 2014

O canto


Imagem retirada do site: http://coamajlle.blogspot.com.br/


o que virá, alice,
da palavra não dita?

não esta fúria suave
de espora cravada
em meu flanco

não este canto quieto
de saí-azul atravessado
em minha garganta

só você, alice,
esse leito de rio
fincado de pedras
esse pássaro rouco
deixado à minha porta

Um comentário:

  1. O que haveria que existiria que seria que faria que poria que teria.

    ResponderExcluir